Publicidade

sábado, 27 de novembro de 2010

CABELO CRESPO É CABELO BOM!!Cabelo crespo não é ruim, ele é diferente!!

Navegando encontrei esse post achei muito interessante e resolvi compartilhar...

Os créditos vão para: http://feirapreta.ning.com/group/pretafashion/forum/topics/cabelo-crespo-e-cabelo
O original esta aqui: http://www.cabelocrespoecabelobom.com.br/



- Kinky: o nome é em inglês porque não encontrei uma palavra em português que o traduzisse melhor. É o mais crespo de todos, crespíssimo mesmo. Os fios geralmente são finos, em forma de ziguezague, costumam ter pouca densidade (isto que dizer que quando ele é alisado, fica com pouco volume).
Existe uma crença de que o cabelo crespo é forte, no caso do kinky é pura fantasia. Entre os crespos é o cabelo mais frágil e o mais seco, quebra com muita facilidade. Embaraça constantemente e também forma nós.
Lavar os fios com xampu comum, nem pensar! Só penteie e desembarace os cabelos quando estiverem úmidos (o excesso de água impede que haja uma boa absorção do condicionador). O ideal, segundo Solange Dias, é usar xampu desembaraçante, passar condicionador, leave-in (condicionador sem enxágue) e pomada na raiz do cabelo (assim o couro cabeludo ficará umidificado, o que ajudará no crescimento dos fios). Seguindo este processo, depois de algum tempo, os cabelos ficarão mais soltos e maleáveis na hora de pentear.
 
O kinky da cantora Zolani Mahola (vocalista da banda africana Freshlyground). Você se lembra da música Waka Waka, o hino da Copa do Mundoa na África? Então, é ela que aparece cantando com a Shakira no vídeo.

- Carapinha (ou encarpinhado): este seria um pouco menos crespo do que o kinky, mas ainda é crespíssimo. Por isso, as características citadas para o kinky também vale para o carapinha. Os fios podem ser finos, médios ou grossos. Quem tem este tipo de cabelo é melhor consultar um profissional antes de utilizar alguma química, porque ele quebra com facilidade.
O processo de lavagem é: xampu sem sal, condicionador, leave-in e pomada na raiz. A pomada é um produto chave porque vai deixar os fios mais fofos e fáceis de manusear. Use leave-in todos os dias.
 A performática Shingai Shoniwa (cantora da banda inglesa Noisettes - adoro!) prova que o cabelo carapinha pode ser cheio de estilo

- Muito crespo: como característica principal, os fios deste tipo de cabelo crescem em forma de espiral da raiz até as pontas (diferente dos encaracolados que crescem lisos na raiz e formam os cachos ao longo dos fios). O cabelo muito crespo, que pode ser fino, médio ou grosso, costuma ser bem desidratado porque a curvatura dos fios dificulta o processo natural de hidratação.
Desembarace os fios após as lavagens, quando o cabelo estiver úmido, e com pente de dentes largos. O processo de lavagem segue o mesmo dos anteriores, e pomada da raiz às pontas. Leave-in todos os dias (santo leave-in!). E evite o secador, porque deixará o cabelo arrepiado. O melhor é deixar que os fios sequem naturalmente.
Um bom exemplo de cabelo muito crespo: a contrabaixista e cantora Esperanza Spalding (voz maravilhosa!)

- Crespo: nos cabelos crespos os fios também crescem em forma espiral, só que é uma espiral com a curvatura mais larga. É um cabelo mais maleável, porém apresenta os mesmos problemas do muito crespo. Do que ele gosta? Hidratar, hidratar e hidratar, pelo menos uma vez por semana (na verdade, isto vale para todos os crespos).
Procure produtos que tenham na sua formulação óleos emolientes que vão nutrir e deixar os fios mais soltos. Também escolha xampus e condicionadores sem sal. Só penteie os fios no dia da lavagem, nos outros dias você já sabe: passe leave-in e desembarace os fios com dos dedos. 
A cantora britânica Corinne Bailey Rae e sua cabelereira como exemplo de crespo (dê uma olhada no vídeo Paris Nights, New York Mornings, o visual dela está incrível. Eu quero tudo: o vestido, a maquiagem e os cabelos

O Black Power é sempre um cabelo estiloso, mas é difícil encontrar fios bem tratados e brilhantes. O da nutricionista Ariana Araújo é uma exceção. O que ela faz para manter os crespos tão bem tratados? Mousse e umidificador, porque no calor de São Paulo, com a umidade do ar beirando a zero, até o cabelo pede água.


Olhem que cabelo  lindo, cheio de movimento.

CARECA COMO NAOMI CAMPBELL, NEM PENSAR! SAIBA COMO EVITAR

Você, que adotou as extensões para incrementar o visual, não precisa abrir mão do seu cabelão. É só tomar os seguintes cuidados:
- Em primeiro lugar: encontrar um profissional competente e consciente, que ao fazer o entrelaçamento saiba que não pode apertar demais, principalmente a região frontal do couro cabeludo.
- Segundo: ficar com o aplique por no máximo três meses e só fazer os ajustes a cada um mês e meio.
- Terceiro: depois de três meses, retirar toda a extensão (sei que é difícil ficar sem o cabelão, mas não tem jeito). É preciso ficar pelo menos dois dias com os cabelos livres, leves e soltos. Neste período, faça massagens no couro cabeludo para ajudar a irrigação e a hidratação dos fios.

http://www.cabelocrespoecabelobom.com.br/
Se você me perguntar como esse blog nasceu, vou dizer que nasceu por causa de uma indignação. Depois de tantos anos ouvindo (e eu mesma afirmando!) que meu cabelo é ruim, que cabelo crespo é ruim, que fulana tem cabelo ruim, cansei. É verdade que nunca gostei de cabelos lisos, não combina comigo. Mas os cabelos cacheados sempre me provocaram suspiros.
Tentei de tudo, chapinha, relaxamento, mas é obvio que os cachos nunca ficaram  perfeitos. É claro que na adolescência a frustração é maior. Quem não quer ter o cabelo da moda? Quando o seu cabelo só cresce para cima, como explicar para uma menina de 13 anos que ela não pode nem sonhar com o cabelo Chanel?  Quem é o culpado? O cabelo ruim.
Acreditei nisso por muitos anos. Hoje, depois de tantas experiências (que vou fazer questão de contar cada uma para vocês), cheguei a seguinte conclusão: se meu cabelo fosse realmente ruim, não teria agüentado tanto secador, chapinha e química. É preciso ser muito bom para passar por um processo químico, mudar toda a textura do fio e ainda ficar parecido com o cabelo da modelo da revista. Por isso, a-do-ro o meu cabelo. Se você, como eu, também tem cabelos crespos, afirmo e repito: cabelo crespo não é ruim, é bom e muito bom.
Aqui no blog você vai descobrir todas as formas possíveis de cuidar dos seus crespinhos. Se quiser deixá-lo ao natural, aqui vai encontrar uma série de dicas. Se quiser partir para a química, vai descobrir como funcionam os produtos até como encontrar cabeleireiros confiáveis. Não importa qual a sua escolha, vamos nos unir em uma jornada que vai transformar nossos cabelos em verdadeiros objetos do desejo. É isso.

Cabelo crespo curto: versátil, moderno, demais!


Uma das principais tendências para os cabelos no verão é o corte curto. Quando digo curto, é curto mesmo! Algo entre as orelhas e o maxilar (até a altura do queixo). Tenho que confessar que adoro este comprimento para os meus cabelos.
A primeira vez que optei pelos curtos, foi depois que passei por um processo químico que acabou não só com o meu cabelo, mas com o couro cabeludo também (e quase levou o meu cérebro junto).
Demorou um ano para que o meu cabelo ficasse saudável novamente. Mas depois de ficar tanto tempo só usando o cabelo preso, fui a uma cabeleireira de confiança (encontrei uma após pesquisar muito!) e pedi para fazer um corte radical. Como tenho rosto miúdo, o corte ficou ótimo e realçou os meus olhos. Sei que é uma decisão extremamente difícil para quem tem cabelos crespos. Mas se você está naquele momento que deseja mudar de visual, esta pode ser uma boa opção.
Uma das coisas mais importantes que você deve levar em consideração é o formato do seu rosto. Para não errar, recomendo que você marque uma consulta com um cabeleireiro de confiança (está palavra é tudo!) que vai fazer esta análise, indicar o melhor corte para você e ainda ensinar como cuidar corretamente do seu novo visual.
Maquiagem: uma das coisas que aprendi nesses anos de cabelo curto é que maquiagem é fundamental. Ela não precisa ser usada em excesso, apenas o suficiente para realçar os melhores traços. Outro detalhe: as sobrancelhas devem estar impecáveis, nenhum pelinho fora do lugar.
Tenha certeza de que estão no formato certo. Se você tem pouca sobrancelha, passe um pouco de sombra para dar maior definição. Eu uso o Duo Perfect  da Contém 1g, fica muito natural. Nos blogs Dia de Beauté da Vic Ceridono e 2Beauty da Marina Smith, você vai encontrar milhares de dicas sobre maquiagem.
Leave-in para sempre: o que vale para o cabelo crespo comprido, também vale para o curto: hidratar sempre, passar leave-in e, dependendo do corte, você poderá recorrer às pomadas, silicones e mousses.
Se você ainda não acredita que o cabelo crespo curto pode ser uma opção moderna, divertida, chique e muito versátil, aqui estão algumas propostas que podem fazer você mudar de ideia.
 


 
Para saber como participar, entre no site da Benetton, leia as regras e aproveite para ver os rostos das 20 primeiras pessoas que participaram da campanha de inverno 2010 da marca.  Achei incrível o visual da Melanie Alexander. Uma suíça de 33 anos que prova que as misturas raciais sempre unem o melhor de dois mundos.
Mãe suiça + pai africano = Melanie Alexander

2 comentários:

  1. Oi encontrei seu blog agora e adorei, sei que a postagem é antiga mas preciso comentar. pela classificação acima meu cabelo e kinki, pois é muito fino, e eu não consigo nem passar os dedos entre eles, quase não tem volume.Há anos eu faços alisamento e já usei quase todas as bases químicas, o alisamento era única forma que fazia ele descer só que agora resolvir parar, quero meu cabelo natural e a química quebra ele todo, inclusive no último alisamento houve corte químico. Será que tem alguma forma dele ganhar volume pois queria usa-lo black power, ele é muito fino? Grata

    ResponderExcluir
  2. Maria sei que a postagem é antiga mas também voltei a usar meu cabelo black e vou retomar esse assunto aqui em breve!

    ResponderExcluir